quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

ATENÇÃO, ALUNOS E VISITANTES! ESTAMOS EM UM NOVO ENDEREÇO ELETRÔNICO: redijamelhor.com.br . 
 Telefone: 21970072026
OBRIGADO!

sexta-feira, 24 de julho de 2015

COMO ORGANIZAR UM TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO PARA CONCURSO PÚBLICO?

COMO ORGANIZAR UM TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO  PARA CONCURSO PÚBLICO?

EXEMPLO DE TEMA: A importância da navegação fluvial para a economia brasileira

Para organizar seu texto, sugiro que faça uma introdução-guia. O que seria isso? Seria um parágrafo inicial que servisse como manual do que seria desenvolvido. Veja:
1.Introdução: “A Região Amazônica é um exemplo de local onde se poder realizar com sucesso o transporte hidroviário. Entre as vantagens dessa modalidade, estão a menor agressão ao meio-ambiente e o baixo custo econômico.
2. Desenvolvimento de “menor agressão ao meio-ambiente”; (cite exemplos, dados estatísticos, nomes, etc);
3. Desenvolvimento de “baixo custo econômico”; (cite exemplos, dados estatísticos, nomes, etc);

4. Conclusão: Sendo assim, devido aos motivos expostos, vê-se claramente que a Região Amazônica poderia em muito contribuir para o barateamento do preço final de vários produtos, além de ajudar na preservação do meio-ambiente. Espera-se assim novas ações governamentais que incrementem tal atividade logística. 

sábado, 12 de maio de 2012

Links importantes

ATENÇÃO, ALUNOS E VISITANTES! ESTAMOS EM UM NOVO ENDEREÇO ELETRÔNICO: redijamelhor.com.br 


Como fazer uma dissertação? Saiba que dissertar nada mais é do que dar a sua opinião em determinado tema ou assunto...


Correção de redação é uma boa e prática maneira de aprender a escrever dissertações... 

A coesão é uma importante ferramenta nas dissertações...





Como fazer uma dissertação? Saiba que dissertar nada mais é do que dar a sua opinião em determinado tema ou assunto...


Correção de redação é uma boa e prática maneira de aprender a escrever dissertações... 

A coesão é uma importante ferramenta nas dissertações...


 COMO FICAM OS NÚMEROS EM UMA REDAÇÃO?

Instruções gerais

1 - De um a dez, escreva os números por extenso; a partir de 11, inclusive, emalgarismosdois amigos, seis operadores, 11 jogadores, 18 pessoas. Exceção:cem mil.
2 - Proceda da mesma forma com os ordinais: primeira hora, terceiro aniversário, 15.ª vez, 23.º ano consecutivo.
3 - a) Nas enumerações, se houver valores abaixo e acima de 11, use apenas algarismos: Incêndio em Paris mata 7 e fere 17 pessoas. / Havia na praça 3 adultos e 12 crianças. / A decisão sairá em 10 ou 15 dias. b) Se os números não fizerem parte de uma enumeração, siga a regra: DSV apreende 12 carros em dois dias de vistorias. / Em três meses, concordatas batem recorde de 12 anos. / Os oito carros custaram R$ 100 mil. / As cinco máquinas chegaram em 1995.
4 - Não inicie orações com algarismos, mas escreva o número por extenso:Dezoito pessoas feriram-se no acidente. Sempre que possível, porém, mude a redação para não ter de escrever o número por extenso. Exceção: títulos, que podem começar com algarismos.
5 - Escreva os algarismos, de 1.000 em diante, com ponto: 1.237, 14.562, 124.985, 1.507.432, 12.345.678.543, etc. Exceção. Na indicação de anos não há ponto: 1957,1996, ano 2000.
6 - Com mil, milhão, bilhão e trilhão, use a forma mista se os números forem redondos ou aproximados: 2 mil pessoas, 3 milhões de unidades, 5,4 milhões de toneladas, 1,4 bilhão (e não 1,4 bilhões) de reais, 2 bilhões de habitantes, 15,5 trilhões de micróbios, etc.
Repare: 2 (em algarismos) mil pessoas e não duas (por extenso) mil pessoas. Use apenas mil, e nunca "1 mil": mil homens (em vez de 1 mil homens).
7 - Especifique sempre as ordens de grandeza dos números, mesmo que para tanto seja preciso repetir palavras: Estavam ali de 40 mil a 50 mil pessoas. / A cidade tem entre 3 milhões e 4 milhões de habitantes. / De 20 reais a 50 mil, qualquer quantia era aceita. / Falava tanto para 50 pessoas como para 50 mil, sem se perturbar. / A inflação deste mês ficará entre 1% e 2%.
8 - Estão vetadas as reduções "mi", "bi" e "tri" para milhão, bilhão e trilhão. Estas formas (por extenso) são as únicas admitidas pelo Estado.
9 - Com números quebrados, use algarismos: O senador obteve 3.127.809 votos. / A cidade tem 3.456 bancas de jornais.
10 - Nos títulos, olhos, janelas, chamadas da Primeira Página e legendas, por economia de espaço, os números abaixo de 11 podem ser escritos em algarismos: O Congresso aprova 8 projetos. / Emenda rejeitada pela 3.ª vez. / Os 5 refugiados chegam aos EUA. A recíproca, porém, não se recomenda, como recurso para aumentar o texto: Comício atrai apenas trezentas pessoas (use 300em algarismos).
11 - Nunca use 0 antes de número inteiro, a não ser para indicar dezenas de loteria, números de referência, prefixos telefônicos e dígitos de computador. Para datas, número de páginas, horas, etc., adote sempre o número simples:2/1/96 (e nunca 02/01/96); às 8 horas (e nunca às 08 horas); às 9h16 (e nuncaàs 09h16); chegará dia 9 (e nunca dia 09); na página 5 (e nunca na página 05).
12 - Prefira usar por extenso os números fracionários: um terço, dois quintos, sete quartos, etc. Em títulos, olhos, legendas e chamadas, admite-se, porém, a forma numérica: 1/3 das pessoas, 3/5 da população, etc.

b) Por extenso

1 - Use o número por extenso nos nomes de cidades, em palavras compostas, nas expressões populares ou quando o número estiver substantivado: Três Lagoas, Santa Rita do Passa Quatro, três-estrelinhas, quatro-olhos, segundo-tenente, dos oito aos oitenta, dos seiscentos diabos, cortar um doze, pintar um sete, fazer um quatro, o dois de ouros, desenhar um cinco, etc. Exceção: o nome dos dias da semana, apenas em títulos e mantendo o hífen. Exemplos: 5.ª -feira, 2.ª -feira, etc. Também por extenso: Primeiro Mundo, Terceiro Mundo, segunda intenção, primeiro plano, etc.
2 - Na transcrição de documentos: "Aos dezoito dias do mês de março do ano de mil novecentos e noventa e seis..."
3 - Para definir períodos históricos: o Setecentos (século 18), o Oitocentos(século 19).

c) Em algarismos

Como critério genérico, deverão ser empregados algarismos sempre que um número expressar valor, grandeza ou medida (e não apenas mera soma, comodois amigos, três pessoas, cinco emendas). De maneira mais específica, use algarismos em:
1 - Tabelas, relatórios econômicos, princípios matemáticos, quadros estatísticos, tabelas de horários, etc.
2 - Horas, minutos e segundos: Ele partirá às 4 horas. / A reunião irá das 7 às 9 horas. / O foguete foi lançado às 8h5min15s. Exceção: quando horas designa período de tempo. Exemplos: A reunião demorou oito horas. / A comitiva esperou três horas pelo deputado. / Faltam dois minutos.
3 - Dias, meses (em algarismos), décadas, séculos: O presidente chega dia 3. / A Câmara votará a emenda dia 9. / 3/9/94. / Tinha saudades da década de 10. / O século 1.º, o século 4.º, o século 10.º, o século 11. Exceção: quando se quer exprimir um período de tempo. Exemplos: O cantor se apresentará durante cinco dias em São Paulo. / Sua pesquisa abrange quatro décadas. / Passaram-se três séculos.
4 - Datas em geral, incluindo-se as que se tornaram nomes de locais públicos:São Paulo, 3/3/1993. / Rio de Janeiro, 2 de abril de 1995. / Avenida 9 de Julho(e não Nove de Julho). / Rua 7 de Abril. / Rua 15 de Novembro. Exceção: quando se quer dar ênfase a uma data histórica. Exemplos: O Sete de Setembro. / O Nove de Julho.
5 - Idades: Ele tem 3 anos. / Uma criança de 2 anos, 8 meses e 5 dias.Exceção: quando anos designa período de tempo. Exemplos: Ele esperou quatro anos. / Ela parece ter envelhecido dez anos.
6 - Dinheiro: 8 reais, 5 centavos, 2 dólares, 3 libras, 8 marcos, R$ 3 milhões, US$ 5 milhões.
7 - Porcentagem: Os preços subiram 5%. / A taxa de desemprego caiu 2% em maio.
8 - Pesos, dimensões, grandezas, medidas e proporções em geral: 5 quilos, 3 litros, 8 metros, 6 hectares, 2 arrobas, 9 acres, 6 alqueires, 2 polegadas, 2 partes, etc. Exemplos: A criança nasceu com 5 quilos. / A cidade consumia 6 toneladas de batatas por dia. / O garrafão comportava 3 litros de água. / O jogador mede 2 metros de altura. / Era um terreno de 6 hectares (9 acres, 6 alqueires). / Comprou um garrote de 8 arrobas. / Pediu um tubo de 3 polegadasExceção: distâncias e diferenças. Exemplos: O carro deslizou oito metros. / Perdeu três quilos no regime. / A miss tinha duas polegadas a mais. / Faltavam dois alqueires na medição do terreno. / Coloque duas partes de café para cinco partes de água.
9 - Graus de temperatura: O termômetro marcava 3 graus. Temperatura cai para 1º (só em títulos). Diferenças de temperatura, porém, vão por extenso: A temperatura caiu três graus.
10 - Números decimais: A densidade do Estado é de 1,88 habitante por quilômetro quadrado. / A temperatura subiu 4,5 graus.
11 - Endereços: Rua Direita, 7, 3.º andar. / Alameda dos Caetés, 8. Casa 3.
12 - Indicação de zonas, distritos ou regiões: Zona 6, 4.º Distrito Policial, 9.ª Região Militar.
13 - Todo número que indique ordem ou seqüência (especialmente em nomes de navios, aviões, naves espaciais, veículos, atos de peças teatrais, capítulos, canais, modelos, estradas, tamanhos, páginas, folhas, quartos, etc.): Número 2, lápis n.º 1, nota 5, V8, F-1, DC-10, Apollo 7, Soyuz 9, ato 3, cena 2, 2.º ato, capítulo 7, parte 2, canal 5, modelo 4, BR-3, tamanho 7, página 7, quarto 5, enfermaria 2, etc.
14 - Resultados esportivos: O São Paulo venceu o Corinthians por 3 a 1. / O Brasil ganhou da Itália por 3 sets a 2. / Steffi Graf venceu por 7/6 e 6/4. (Mas:O São Paulo marcou dois gols de falta.)
15 - Resultados de votações e julgamentos: A emenda foi aprovada por 5 votos a 4 (Mas: A emenda precisava de quatro votos favoráveis.) / O réu foi condenado por 4 votos a 2.
16 - Contexto financeiro: A ação caiu 3 pontos.
17 - Latitude e longitude: O Estado do Amazonas está situado a 2 graus de latitude norte e a 9 graus de latitude sul.
18 - Seriação de festas, simpósios, congressos, feiras, conferências, corridas, competições, etc.: 2.ª Festa da Uva, 3.º Simpósio de Transportes, 5.º Congresso de Cancerologia, 8.ª Feira Nacional do Móvel, 4.ª Conferência do Atlântico Sul, 5.º Rali de Alfenas, 3.º Enduro da Independência, 4.ª Mil Milhas, Fórmula 1, Fórmula 3.
19 - Matemática: Multiplique por 8. / Divida por 4. / Some 5. / Subtraia 9. / Eleve à 3.ª potência.
20 - Conflitos e governos: 1.ª Guerra Mundial, 5.ª República, 3.º Reich.

d) Concordância

1 - Números abaixo de 2 fazem a concordância sempre no singular: 0 hora, 0,9 metro, 1,9 milhão, 1,7 bilhão. Prefira o verbo, porém, no plural com milhão, bilhão, etc: 1,9 milhão de pessoas estavam presentes. / 1,7 milhão de habitantes já abandonaram o país.
2 - Os números um e dois e as centenas, a partir de duzentos, variam em gênero: um, uma, dois, duas, duzentas, trezentas, seiscentas, novecentas, seis mil duzentas e uma pessoas, oito mil setecentas e quarenta e duas espécies,etc.
OESP- Manual de redação e estilo, por Eduardo Martins.

terça-feira, 27 de março de 2012





Como aprender a fazer redação? 

Em primeiro lugar, quero dizer que tudo na vida é aprendizado e prática, ou seja, para fazer uma boa redação , você precisa ler e praticar muito. Mas pode ler qualquer coisa? Sim! você deve ler tudo o que lhe for possível, mas dê preferência a bons jornais e a clássicos da literatura, pois esses veículos costumam usar a língua em sua forma exemplar. Essa foi apenas uma dica inicial. Prepare-se agora para aprender bem mais sobre REDAÇÃO!

 OS TRÊS PILARES DE UM BOM REDATOR

 Para ser bom em redação, você terá que tomar três ações :
 1_ "Estar por dentro" de tudo o que acontece na sociedade. Para isso, leia, como já foi dito, bons jornais(O Globo, Folha de São Paulo, etc.), assista aos telejornais mais importantes e leia também boas revistas (Veja, Época, Isto é, etc.). Ler clássicos como os de Machado de Assis, por exemplo, também é fundamental, principalmente para quem deseja aprender NARRAÇÃO. Dessa forma, você aumentará o seu CONHECIMENTO DE MUNDO, o que te dará CONTEÚDO na hora de escrever. Sacou?

 2- Tenha consigo boas gramáticas. O ideal é ter uma bem aprofundada (a de Evanilo Bechara é um bom exemplo) e outra mais didática ( pode ser a do Pasquale ou a do Ernani Terra). Mas não adianta ter e não ler. Por isso, consulte, faça exercícios e pesquise muito nesses livros. Dê atenção especial às conjunções, aos pronomes, às orações (coordenadas e subordinadas), à análise sintática e à pontuação. Estar sempre exercitando questões de gramática fará com que você APRENDA A ESCREVER SEM ERROS!




 3- A terceira ação, na verdade, é um resultado das anteriores. Ao ler diversos tipos de textos e treinar bem a gramática, você saberá que para cada tipo de leitor ou público existe uma forma adequada de se expressar, de escrever. Por exemplo, um discurso de um advogado para um juiz é muito mais formal do que o de um locutor narrando um jogo. Por outro lado, um e-mail enviado a um amigo será muito mais informal do que aquele enviado ao diretor da empresa. Portanto, em uma redação, é importantíssimo ESCREVER PALAVRAS ADEQUADAS! Percebeu a jogada? Nas outras páginas, nós falamos sobre os três gêneros textuais : A DESCRIÇÃO, A NARRAÇÃO E A DISSERTAÇÃO e também sobre uma as partes que compõe toda redação: a introdução, o desenvolvimento e a conclusão. Vá ao lado e clique em uma delas! Não espere mais para aprender!

terça-feira, 18 de outubro de 2011





O parágrafo
Um texto dissertativo se divide em unidades ou blocos chamados parágrafos. Estes devem conter uma ideia principal e algumas secundárias. Veja:

Rubens Barrichello é um piloto de carreira intrigante. Mesmo sem ter sequer um título na Fórmula Um, é o recordista de participações em Grandes Prêmios, ou seja, é o competidor que mais tempo permaneceu na categoria. Agora, ele foi convidado para a  americana Fórmula Indy, um círculo geralmente fechado para pilotos "forasteiros".

Ideia principal: Rubens Barrichello é um piloto de carreira intrigante;
Ideia secundária 1: Mesmo sem nunca ter conquistado um título, é o piloto que mais tempo permaneceu na Fórmula Um;
Ideia secundaria 2 : Foi convidado para a Fórmula Indy , que é geralmente "fechada para forasteiros";

Perceba que neste parágrafo, o autor sustenta a sua ideia principal com outras duas secundárias, também conhecidas como argumentos.